Política

STF ordena prisão de deputado bolsonarista


O deputado federal da base bolsonarista, Daniel Silveira (PSL-RJ) na noite desta terça-feira recebeu uma visita inesperada da Polícia Federal juntamente com uma ordem de prisão expedida pelo ministro Alexandre de Moraes.

Daniel postou um vídeo em suas redes sociais onde expôs sua opinião sobre as atitudes arbitrárias dos ministros do STF e defendeu o jornalista Oswaldo Eustáquio. A grande imprensa considerou o vídeo um ataque à mais alta corte do Brasil.

Lembrando que os membros do parlamento podem ser presos apenas por crimes cometidos em flagrante por um crime sem possibilidade de fiança. Essas prisões podem ser anuladas por uma votação no plenário da casa do Congresso Nacional a qual o parlamentar pertence.

Na visão do ministro, as manifestações do deputado “revelam-se gravíssimas, pois, não só atingem a honorabilidade e constituem ameaça ilegal à segurança dos Ministros do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, como se revestem de claro intuito visando a impedir o exercício da judicatura, notadamente a independência do Poder Judiciário e a manutenção do Estado Democrático de Direito”.

“O referido deputado durante 19m9s, além de atacar frontalmente os Ministros do Supremo Tribunal Federal, por meio de diversas ameaças e ofensas à honra, expressamente propaga a adoção de medidas antidemocráticas contra o Supremo Tribunal Federal, defendendo o AI-5; inclusive com a substituição imediata de todos os Ministros, bem como instigando a adoção de medidas violentas contra a vida e segurança dos mesmos, em clara afronta aos princípios democráticos, republicanos e da separação de poderes.”

Leia o inquérito na íntegra: alexandre-de-moraes-prisao-daniel-silveira


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios