EconomiaPolítica

Fake: Bolsonaro não gastou R$ 15 milhões em leite condensado; veja análise dos dados


Nesta última terça-feira (26), o portal Metrópoles publicou um levantamento com base nas informações divulgadas pelo Portal da Transparência do governo Bolsonaro. A lista é extensa e diz respeito aos produtos adquiridos pelos órgãos ligados ao Executivo federal.

Entre os itens, consta um produto bastante conhecido do atual presidente da República, que chegou a ser motivo de ‘memes’ durante a campanha eleitoral: leite condensado. Segundo o Painel de Compras atualizado pelo Ministério da Economia, a administração brasileira gastou R$ 15,6 milhões com leite condensado durante 2020.

Foi o que bastou para que diversas publicações nas redes sociais – desde veículos de imprensa a influenciadores com milhares de seguidores – sugerissem que a despesa seria um indício de corrupção por parte de Jair Bolsonaro.

Não é verdade que, sozinho, o presidente da República Jair Bolsonaro gastou R$ 15,6 milhões em leite condensado como afirmam fake news divulgadas nas redes sociais.

Com a íntegra das informações e dos valores divulgados pela Transparência, é possível perceber que, dos R$ 15,6 milhões gastos com leite condensado, R$ 14,2 milhões foram empenhados somente pelo Ministério da Defesa, o que, segundo a pasta comandada pelo general Fernando Azevedo, pagaria pela alimentação do efetivo de todas as Forças Armadas (FA), que no Brasil são constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Força Aérea.

Logo depois da Defesa, os três maiores gastos com o item são dos seguintes ministérios: Educação (R$ 1 milhão), Justiça e Segurança Pública (R$ 327 mil) e Saúde (R$ 61 mil).

Ainda de acordo com a base de dados da Economia, não existe nenhuma informação específica acerca dos gastos alimentares do Palácio do Planalto ou do chefe do Executivo. A maioria dos R$ 14,9 milhões gastos pela Presidência em 2020 diz respeito a itens de segurança, transporte e logística.

Abraham Weintraub, ex-ministro da Educação, já havia desmentido o boato ainda no início da tarde desta terça-feira (26), antes mesmo de qualquer outro veículo esmiuçar a planilha de compras divulgada pelo Metrópoles.

Portanto, é FALSA a afirmação de que, sozinho, Jair Bolsonaro gastou R$ 15,6 milhões em leite condensado no ano passado, uma vez que o valor representa o custo anual com o produto alimentício em todos os órgãos do governo federal, não apenas o Palácio do Planalto – sede da Presidência da República – ou, ainda, o Palácio da Alvorada – residência oficial do presidente brasileiro.

Confira o vídeo postado por Carla Zambelli:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios